Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

Mensagem de abertura

Caríssimos amigos, deixem aqui os vossos comentários, enviem "coisas de gatos" para o nosso e-mail: velhogatosabio@gmail.com e espreitem a página VGS no Facebook: Isabel Santos Brás (Velho Gato Sábio). Obrigada.

Citação sobre gatos em destaque

“Amo os gatos porque amo a minha casa e, a pouco e pouco, eles tornam-se a alma visivel.” Jean Cocteau

Eu sou o gato de Soseki

IMG_20160313_192629.jpg

 

Sempre que posso leio livros sobre gatos. Sendo o meu argumento favorito, não admira que o meu livro de cabeceira neste momento seja o romance de Natsume Soseki Wagahai wa Neko de aru. Estou a ler a versão em italiano Io sono un gatto, da Beat Edizioni, mas sei que existe também a versão em português do Brasil Eu sou um gato, editado em 2008 pela Estação Liberdade de São Paulo.

 

Natsume Soseki (1867-1916), pseudónimo de Natsume Kinnosuke, é considerado um dos grandes escritores japoneses da modernidade. Escritor e filósofo da era Meiji, originário de uma família de Samurais de Edo (atual Tokyo), escreveu 14 romances. Estreou-se em 1905 precisamente com Wagahai wa Neko de aru.

 

O protagonista deste primeiro romance do Japão moderno e de uma das grandes obras da literatura mundial, é um gato preto, audaz, cético, creativo, observador e filósofo que vive em casa do professor Kushami. O professor, habitualmente de mau humor e dispéptico, é retratado por este gato sem nome como um homem egoista, que insiste em dedicar-se a diversas bizzarrias (como escrever poesia inglesa cheia de erros, cantar no banho mas tão mal que os vizinhos chamam-lhe "maestro das latrinas", só para citar alguns exemplos) sem nunca obter resultados decentes.

 

Esta fabulosa obra não apenas nos transporta para uma época de importantes mudanças na história nipónica, como através dos olhos de um gato a humanidade é posta sarcasticamente a nu, em toda a sua incoerência, insensatez e fragilidade. Livro altamente recomendado.

 

Companheiros cibernautas gatófilos em destaque este mês:

44 Gatti

2 comentários

Comentar post