Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

Caríssimos amigos gatófilos e demais visitantes

Deixem aqui os vossos comentários, enviem "coisas de gatos" para o nosso e-mail: velhogatosabio@gmail.com e espreitem a página VGS no Facebook: Isabel Santos Brás (Velho Gato Sábio). Obrigada pela vossa visita. Voltem sempre!

Citação sobre gatos em destaque

“O tempo passado com os gatos nunca é desperdiçado.” May Sarton

Nós e os Gatos: Um Amor Que Dura Há Mais de 5000 Anos

felis silvestris lybica.jpg

 

Façamos uma breve viagem na “máquina do tempo.” Desçamos às catacumbas da nossa memória histórica e recuemos uns tantos milénios. Desejamos “ver” e compreender um pouco, quando e como tudo começou. De onde vem este amor entre os gatos e os humanos?

 

Por algum tempo, estivemos convencidos que a origem desta aliança tivera início no Antigo Egipto, há cerca de 4000 anos atrás. Porém, recentes descobertas na aldeia de Quanhucun, Hunan, China fazem supor que há cerca de 5300 anos os gatos já tinham principiado no Oriente a aproximarem-se dos homens. Viviam nas imediações das “quintas” dos primeiros agricultores, caçavam os ratos que por ali proliferavam e em troca eram recompensados com outros alimentos à disposição. Os agricultores deixavam-lhes comida, como modo de os atrair e incentivar a continuarem a manter afastados das colheitas os pequenos devoradores de seus preciosos grãos.

 

Podemos dizer então, que esta aproximação foi benéfica para ambas as espécies. Mas quem eram estes antepassados dos nossos amigos gatos domésticos? Seriam originários do próprio território chinês ou oriundos de outras partes do Próximo Oriente e do Norte de África? É difícil estabelecer a sua exacta origem genética. Os gatos, contrariamente a outros animais que foram domesticados, como por exemplo o cão e o cavalo, não evoluiram de modo muito diferenciado dos seus parentes selvagens.

 

Seja como for, a questão que nos intriga é a seguinte: como passaram de gatos selvagens a gatos domésticos? Que motivo teriam para se deixarem conquistar pelos humanos a tal ponto de começarem a habitar nas suas casas? Não é que corressem riscos de extinção por ameaças aos seus habitats como por via de uma eventual glaciação, padecessem por falta de nutrimento, ou tivessem sofrido mutações genéticas tais que os tornassem dependentes do homem. É difícil de precisar.

 

 E os homens, porque se deixaram seduzir pelos gatos? Apenas por uma questão de conveniência? A verdade é que, para além de uma mútua cooperação, os homens aperceberam-se de quanto o gato fosse adorável e belo, acolhendo-o de bom grado na intimidade do seu lar.

 

A partir do momento em que os gatos começaram a nascer  e a crescer na presença dos humanos, não só a sua sociabilidade entre si desenvolveu-se enormemente (ao passo que os gatos selvagens são criaturas solitárias e raramente são vistos em grupo), como este facto favoreceu o reforço dos laços entre eles e nós. E nos nossos dias são mais de 600 milhões os gatos que vivem connosco...

 

Texto ©Isabel Brás 2015

Imagem retirada da web (etiquetada para reutilização)

 

Companheiros cibernautas gatófilos em destaque este mês:

Love Meow