Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

Caríssimos amigos gatófilos e demais visitantes

Deixem aqui os vossos comentários, enviem "coisas de gatos" para o nosso e-mail: velhogatosabio@gmail.com e espreitem a página VGS no Facebook: Isabel Santos Brás (Velho Gato Sábio). Obrigada pela vossa visita. Voltem sempre!

Citação sobre gatos em destaque

“Eu poderia viver sem muitas coisas neste mundo. Mas não poderia viver sem a delicadeza e subtileza dos gatos” Amara Antara

Cortar as unhas aos gatos ou não eis a questão

gato arranhador.jpg

Eis um dilema com que muitos de nós já concerteza nos deparámos. Cortar ou não as unhas ao hóspede peloso cá de casa?

 

A tentação é enorme quando olhamos para o estado lastimável dos nossos pobres cortinados, sofás e outros móveis. Devemos fazer a seguinte pergunta a nós mesmos: queremos ter um companheiro gato que nos dá imensa alegria ou queremos ter uma casa modelo? A escolha é sempre nossa, mas se optamos pelo gato temos de ter a noção dos riscos para os nossos ideais domésticos. A não ser que nos calhe um muito calminho e aprumadinho como o meu amigo gato Antonio Banderas (ver galeria dos amiguinhos), não poderemos esperar manter a casa arrumadinha ou o mobiliário e a decoração intacta, pois não?

 

Voltando à questão das unhas, conformem-se, que jamais se poderão ver livres dos seus efeitos afiados. Algumas pessoas acham que elas deveriam ser arrancadas. Credo! Ou é ignorância pura ou muita maldade. Isso é um crime por mutilação. As unhas são fundamentais para os gatos. O que temos sempre mas sempre de ter em mente é a sua natureza e as suas necessidades naturais. Obviamente que, tratando-se de gatos que vivem ao ar livre, rodeados de árvores por exemplo, então as suas unhas sofrerão um desgaste natural e não precisamos de nos preocupar com elas. Mas se os nossos fofos vivem em apartamentos, casas ou outros ambientes fechados onde eles não têm uma vidinha muito activa, aí a opção de cortar as unhas poderá vir a ser considerada. Isto porque, não obstante podermos comprar-lhes ou confeccionarmos nós mesmos um arranhador, por vezes acontece que as unhas crescem demasiado e passam a constituir um incómodo para o bichinho. Eventualmente até fica preso pelas unhas em qualquer sítio e magoa-se na tentativa de se libertar.

 

Neste caso, depois de examinarmos bem se o tamanho das unhas é  excessivo, munidos de um cortador especial que existe à venda nas lojas de animais (nada de usar outras ferramentas) procedemos ao corte. Atenção para não cortar de qualquer maneira e ferir o gato. Basta a pontinha da unha. Se tivermos dúvidas mais vale consultar o veterinário e pedir-lhe que nos demonstre como se faz. Convém colocar o gato numa posição confortável e fazer uma ligeira pressão nas patitas para que as unhas que são retráteis, saiam para fora. Depende do feitio do gato, mas se for habituado desde pequeno e se usarmos da habitual paciência e carinho, não se irá stressar.

 

O seu bem estar é um must que não podemos descurar. Por conseguinte, não cortem a torto e a direito. Sejam gentis e mimem o vosso gato até mais não. As recompensas não tardarão. 

Companheiros cibernautas gatófilos em destaque este mês:

Associazione Gatti d'Italia