Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

Caríssimos amigos gatófilos e demais visitantes

Deixem aqui os vossos comentários, enviem "coisas de gatos" para o nosso e-mail: velhogatosabio@gmail.com e espreitem a página VGS no Facebook: Isabel Santos Brás (Velho Gato Sábio). Obrigada pela vossa visita. Voltem sempre!

Citação sobre gatos em destaque

“Eu poderia viver sem muitas coisas neste mundo. Mas não poderia viver sem a delicadeza e subtileza dos gatos” Amara Antara

Gatos no Hermitage

Hermitage_cat.jpeg

 

Há mais de 250 anos que o famoso Palácio de Inverno de São Petersburgo entrega o seu sistema de segurança anti-ratos aos gatos. Tudo começou em 1745, quando a segunda filha de Pedro o Grande, Elisabeth Petrovna  (imperatriz Isabel I) decretou que fossem trazidos para a residência do Czar, os mais hábeis gatos para a caça aos ratos. Ordenou ainda que os gatos recebessem todos os cuidados necessários por parte de um servidor da corte. Desde então não mais faltaram gatos naquele palácio (à exceção do período da Segunda Guerra Mundial), onde nos nossos dias se encontra instalado o Museu Hermitage.

 

O Museu Hermitage (Госуда́рственный Эрмита́ж) é o maior museu da Rússia e um dos maiores museus de arte do mundo. A sua vasta coleção de mais de 3 milhões de peças encontra-se distribuida por dez edifícios que se estendem ao longo das margens do Rio Neva. Inclui obras de arte praticamente de todas as épocas e estilos e culturas da história russa, e ainda provenientes da europa, do oriente e do norte de África. O núcleo mais antigo é aquele formado pela coleção da imperatiz Catarina II que em 1764 adquiriu 225 pinturas flamengas e alemãs.

 

São cerca de 70 os gatos que fazem parte da equipa do Hermitage, sendo considerados “funcionários do museu” a par dos 2000 humanos que ali trabalham. O museu, para além de lhes dedicar desde 1998 o dia 6 de abril como o Hermitage Cat Day, celebra-os em diversos meios como por exemplo postais e o livro para crianças “Anna e os Gatos do Hermitage” escrito por Maria Haltunen e Mary Ann Allin, e que deu origem ao musical  Hermitage Cats save the day. Mas a mais importante homenagem foi feita quando o museu encomendou ao artista Eldar Zakirov retratos de seis gatos selecionados, os quais aparecem como empregados da corte imperial russa. A Hermitage Magazine publicou estas pinturas digitais que têm corrido mundo através da web.

 

Um exemplo a seguir por outros museus, não vos parece?

 

 

Companheiros cibernautas gatófilos em destaque este mês:

Associazione Gatti d'Italia

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.