Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

VELHO GATO SÁBIO

Os gatos são uma fonte inesgotável de conversa para quem, como eu, há muito se rendeu completamente à sua sublime beleza e ancestal sabedoria...

Caríssimos amigos gatófilos e demais visitantes

Deixem aqui os vossos comentários, enviem "coisas de gatos" para o nosso e-mail: velhogatosabio@gmail.com e espreitem a página VGS no Facebook: Isabel Santos Brás (Velho Gato Sábio). Obrigada pela vossa visita. Voltem sempre!

Citação sobre gatos em destaque

“Eu poderia viver sem muitas coisas neste mundo. Mas não poderia viver sem a delicadeza e subtileza dos gatos” Amara Antara

Os gatos comunicam a seu modo

miado-em-excesso.jpg

 

Que grandes fala-baratos que são os gatos! Quer seja entre eles ou com os seus humanos, os gatos não perdem uma oportunidade para “dizer o que pensam”. Por vezes não entendes o “gatês” do teu amigo felino? Basta observá-lo bem, ele ensinar-te-á com o tempo a reconheceres o significado de cada atitude sua.

 

Os gatos utilizam diversos modos para se expressarem. Para além de uma ampla gama de vocalizações, entre os quais miados e murmúrios, usam muito a linguagem corporal que compreende a mímica facial, a cauda, as patas. Enfim, todo o corpo lhes serve para comunicar. Por exemplo, quando pressentem um perigo e estão em alerta, o seu corpo fica teso, o pêlo eriça-se e os olhos ficam arregalados, bem abertos. Ao passo que quando estão relaxados os seus olhos ficam semi-serrados. Se puxam as orelhas para trás e os bigodes ficam esticados, cuidado... estão zangados. Se, pelo contrário, abaixam as orelhas e os bigodes, estão assustados.

 

Quando dois gatos se encontram, saberemos logo se são amigos se os virmos a esfregar o nariz um no outro e a cheirarem-se mutuamente. Se são inimigos e se preparam para lutar, veremos que depois de se cheirarem brevemente ambos se colocam com a cabeça muito próxima um do outro, antes de começarem a agredir-se com ruidosas miadelas de intimidação. Jamais nos devemos intrometer numa briga entre dois gatos. Para separá-los o melhor é lançar-lhes um balde de água e fazer muito barulho.

 

A cauda dos gatos é um grande “barómetro” do seu estado emotivo. Se estão tranquilos e nos querem saudar ou a um outro amigo gato, andam de rabito no ar, ou seja, com a cauda levantada. Porém, se a cauda está levantada mas tremelicante significa que estão agressivos e preparam-se para atacar, o mais prudente é deixá-los em paz. Se abaixam a cauda e a ponta fica curvada, provavelmente estão agitados e assustados, aterrorizados mesmo se mantiverem a cauda entre as pernas.

 

Os gatos adoram comunicar com os seus humanos. Obviamente, não “falam” a nossa língua, por conseguinte, não entendem as nossas palavras. O que é importante é o nosso tom de voz. Eles sentem particularmente as vibrações da nossa voz. Deste modo, para “falar” com eles devemos usar sempre um tom de voz suave e a volume baixo. Gritar é absolutamente contraproducente. Muito menos o devemos fazer quando eles de manhã nos acordam com lambidelas e nos tocam gentilmente nas pernas ou no rosto com as suas patitas com as unhas retraídas. É que estão-nos demonstrando um grande afeto.  Se então, quando chegamos a casa se começam a esfregar nas nossas pernas, “abraçando-nos” com a cauda, é sinal de um grande amor por nós. Recompensemo-los imediatamente com muitos mimos de apreço, claro está.

 

Companheiros cibernautas gatófilos em destaque este mês:

Associazione Gatti d'Italia

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.